terça-feira, 30 de julho de 2019

CAJUÍNA EM TERESINA



A cajuína ameniza
humanamente o calor,
é néctar que vitaliza
os doces laços de amor. 
Teresina, realeza,
vila nova do Poti,
velho monge, outra beleza,
das terras do Piauí.

Caminhar de braços dados
compartilhando essa flor,
ser colibri dos cerrados
polinizando esplendor,
desvelo da natureza
que faz sorrir e pensar,
uma ode à sutileza
que habita este meu lugar!

Cajuína em Teresina…
delícia deste meu chão,
mais o sol que descortina
as belezas do sertão!
A poesia é o elo
entre anjos tortos e os sãos,
Torquato Neto e Castelo,
nas palmas das nossas mãos!

PedrO MonteirO