domingo, 9 de março de 2014

CAIPORA URBANO

Defendo o meio ambiente, 
Pois eu sou um ajuizado,
Somente um estrambelhado 
Pode ser indiferente!
Não estou nessa corrente
Só para fazer bravata,
O nó da minha gravata
Tem relva, tem sutileza,
São prantos da natureza
Banhando a face da mata.



PedrO MonteirO