quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

PARABÉNS, SÃO PAULO, 463 ANOS.


Nas terras de santa cruz,
Tempos sombrios e régio,
Aporta um facho de luz,
Ante a promessa do egrégio.
O Jesuíta apontou
E a São Paulo começou
Pelo Pátio do Colégio!

(PM)

segunda-feira, 26 de dezembro de 2016

FELIZ 2017




















Invoco ao poder celeste
que nos permita alcançar
duas mil e dezessete estros
que não cessem de brilhar,
mantendo a esperança acesa,
paz e alimento na mesa,
saúde e brilho no olhar!


PedrO MonteirO

quarta-feira, 21 de dezembro de 2016

VIDA OCA


Nas algibeiras vazias
por ausência da verdade,
os bens serão fantasias
negando a realidade,
pois deixa a árvore da vida 
com florada desprovida
de brilho e prosperidade!


PedrO MonteirO

domingo, 18 de dezembro de 2016

NOVO ORIENTE: matando saudades!

 


































Meu acervo de memórias
não pude deixar pendente
e por isso eu me apressei,
dei-me um mimoso presente:
ao meu Piauí voltei,
e a saudade já matei
da minha Novo Oriente!


PedrO MonteirO


sábado, 17 de dezembro de 2016

TERRA DOS CARNAUBAIS




Campo Maior altaneira
tem o rosto da saudade,
experiência primeira,
do sonho à realidade, 
fez nos alinhos da vida 
a minha infância florida, 
feliz na simplicidade.


PedrO MonteirO

quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

quarta-feira, 14 de dezembro de 2016

HOMEM VIRTUOSO














Quem tem valor nem precisa
Dizer que faz e acontece...
O Homem que é virtuoso
A história reconhece.
De jeito bem solidário
Só larga mão do rosário
Depois que o milagre desce.

Este rosário é motivo
Desta grande invocação,
E está representado
No símbolo da união
Do povo que tá lutando,
Um tempo novo buscando
Pra sua reparação.

O homem, por sua luta,
Merece ser compensado,
Por ter seu passado limpo
É bom que seja lembrado,
E quando é viva memória,
Nas páginas da nossa história
Terá de ser consagrado.

quinta-feira, 8 de dezembro de 2016

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

FATEL BARBOSA






Uma mulher na janela
é sempre maravilhosa,
principalmente, se ela
Se chama Fatel Barbosa.
Ante a o deslumbramento,
além, de muito talento
tem a voz melodiosa!

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

A OUTRA FACE DA HISTÓRIA (Temer).



A ganância tem um peso
Capaz de dilacerar
Até coração valente,
Mas também de transformar
Aparente cavalheiro,
Num presidente embusteiro
Querendo se consagrar.

Com esta receita simples,
Porém bastante engenhosa,
O TEMER pautou seu apoio
Em maldade astuciosa.
Depois desferiu o golpe
E traição veio a galope
Numa prática odiosa.

Sendo este, Caim para Abel,
Silvério de Inconfidente,
Traíra de presidente,
Um Vampiro de Bordel.
Tramou maldade a granel
Com o Cunha, seu avalista,
Mas constará numa lista
Despido de qualquer glória
Pois entrará para a história
Como governo golpista!


PedrO MonteirO

quarta-feira, 16 de novembro de 2016

RÁDIO BRASIL ATUAL

RÁDIO BRASIL ATUAL












Uma publicação da Editora IMEPH, com apresentação do poeta Rouxinol do Rinaré. Um coletivo de treze poetas e mais a ilustração de Kazane compõe esta obra, sobre quatorze pontos históricos da nossa São Paulo, terras de Piratininga. 

Da antiga Piratininga,
De épocas já bem distantes,
Nasceu a nossa São Paulo,
Cidade dos bandeirantes,
De cultura heterogênea
Formada por imigrantes.

Estes versos de cordel
Servirão como memória.
Registrando os patrimônios,
Sua exuberante glória
viva em cada monumento,
Como um pedaço da história.

Mostraremos os lugares,
A tradição que perdura,
Suas atrações turísticas,
Sua bela arquitetura,
Os museus, prédios históricos
E a sua vasta cultura.

segunda-feira, 31 de outubro de 2016

INDIFERENÇA


Adicionar legenda











Vejo uma flor que se abre
Com sutileza fiel,
No nicho da indiferença
Gente passando a granel;
Mas por diversos fatores,
Neste desfile de atores
Cada um tem seu papel.

PedrO MonteirO

ENCANTOS DO AMOR















Sou capaz de amanhecer
Debruçado na janela,
Se tiver preso na goela
Um sussurro de prazer.
Pois eu jamais quero ser
Um sujeito entristecido,
Num relato comovido
Falo sem nenhum pudor:
Pelos encantos do amor
A vida tem mais sentido!


PedrO MonteirO